“Internet Utopian” e as condições objetivas da realidade social.

Qualquer debate sobre internet que não considere as condições objetivas da realidade produtiva é no mínimo inócuo.

Os processos e econômicos e as condições sociais e materias são os mesmos no “capitalismo da informação”. Os processos de circulação do capital e de produção só estão se transformando porque sempre existiu a demanda por controle das informações.

Os detentores das infraestruturas da internet são da Economia real e se contextualizam com a realidade produtiva. É uma necessidade por inovação tal qual foi a implementação do rádio, da telefonia e dos satélites.

Sim, a internet é o meio pela qual as informações de fato estão transformando os processos produtivos e a sociedade como um todo. Mas é um dado da Economia real e, para além dela, da Geografia mundial. Não é uma entidade “no éter” ou que paira a sociedade indistintamente. O território é a instância de realização fundamental da sociedade. E como tal, os processos sociais são desiguais e combinados. Não se trata de mera distinção de acesso à internet ou não em diferentes territórios, mas sim o que é interessante aos principais atores sócio-espaciais querem que seja conectado à internet e como – basta ver as propostas de Internet (ponto) org de oferecer internet “gratuita” à regiões remotas e/ou miseráveis.

Não, eu não acredito em uma “declaração de independência” da internet. Ela é parte já fundamental da realidade produtiva contemporânea e seus interesses. E como tal, é uma instância da evolução produtiva e de suas profundas contradições.

LEIA: “The internet is the answer to all the questions of our time”

Advertisements

About mezgravis

Formado em Ciências Sociais, mestre em Geografia Humana, pesquisador da economia do livro e da ascensão definitiva das informações no sistema produtivo contemporâneo.
This entry was posted in Amazon, Apple, bibliodiversidade, bibliotecas, Big Data, capital monopolista, comércio eletrônico, Comportamento, comportamento do usuário, concentração econômica, e-books, e-readers, editoras, financiamento, Ideologia, iTunes, Leitores, leitura, livrarias, Manipulação, Marco Civil da Internet, mídias sociais, produção sob demanda (POD) and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s